Podcast YouTube
Podcast Spotfy
Slide
Slide

Prática marca 2º dia do IV Encontro Técnico Nacional da Cebola e do Alho

Segundo dia foi dedicado a práticas do dia a dia
Segundo dia foi dedicado a práticas do dia a dia nas fazendas

Palestras e oficinas trataram de temas como sementes, automação de pivô central, aplicação de produtos fitossanitários e gestão de processos no agronegócio. No terceiro dia, haverá atividades exclusivas para a comunidade acadêmica

No segundo dia do IV Encontro Técnico Nacional da Cebola e do Alho, foram abordados temas práticos relacionados a inovações e suas aplicações no dia a dia das culturas. Palestras e oficinas foram realizadas para discutir assuntos como sementes, automação de pivô central, aplicação de produtos fitossanitários e gestão de processos no agronegócio. O encontro técnico é promovido pelas associações nacionais das duas culturas — Anapa e Anace, com apoio da associação mineira — Amipa, e da Universidade Federal de Uberlândia (UFU).

Em Minas Gerais, encontram-se as duas maiores áreas de agricultura irrigada do Brasil, localizadas em Paracatu e Unaí. Essas regiões são líderes em termos de área ambientalmente irrigada pelos pivôs centrais instalados. A terceira posição no ranking é ocupada por Cristalina, em Goiás. No entanto, há uma preocupação em relação ao uso da água e ao papel do pivô central nesse processo.

Durante o evento, uma das apresentações tratou da automação de pivô central, em ação comercial de uma empresa gaúcha especializada. Os resultados mostraram que a produtividade pode ser potencializada quando o processo é automatizado. A questão sobre se o pivô central é um vilão ou não para o uso da água não possui uma resposta simples. Depende muito da forma como a operação é realizada. No Alto Paranaíba, em Minas Gerais, a tecnologia de pivôs segue padrões rigorosos de qualidade, preservando as águas e gerando bons resultados. O agrônomo Denilson Alves, do Grupo Sekita, ressalta a importância de investir em soluções tecnológicas, sempre pensando nas pessoas. O melhor caminho é capacitar profissionais aptos a operar em colaboração com sistemas automatizados.

Veja entrevista exclusiva

Em outra entrevista realizada durante o evento, o engenheiro agrônomo Sidnei Peres de Souza, do Grupo Okuyama, analisou os problemas e soluções apresentados em relação à comunicação no setor agrícola, leis trabalhistas e foco nas pessoas.

Veja entrevista exclusiva

O 100PORCENTOAGRO também entrevistou Waner Barbosa, empresário e produtor rural formado pela Universidade Federal de Viçosa. Waner possui experiência em estudos sobre solos e sua relação com a agroecologia, com ênfase na disponibilização de nutrientes provenientes de pós de rochas silicatadas. Ele atua na produção de Alho Nobre Brasileiro no Cerrado e coordena o manejo biológico e a rotação de culturas na Wehrmann Agrícola. Durante o bate-papo, Waner analisou o cenário atual da cultura do alho e ressaltou a importância de eventos como o encontro técnico da cebola e do alho.

Veja entrevista exclusiva

Encerrando a programação do segundo dia do evento, foram realizadas oficinas sobre produtos fitossanitários e gestão de processos no agronegócio. O engenheiro de produção Alejandro Garcia, conduziu a oficina de gestão de processos. Colombiano, Alejandro atua no Brasil há 10 anos e lidera os processos na Wehrmann Agrícola. Ele destaca a importância de respeitar os processos e executá-los no momento certo e da maneira correta para alcançar o sucesso em todas as atividades do dia a dia.

Veja entrevista exclusiva

A programação do encontro se encerra amanhã (22), com programação interna para o público acadêmico da UFU.