Podcast YouTube
Podcast Spotfy
Slide
Slide

A força da comunidade, rede de apoio e o elo maternal com a Terra

Mulheres na Agricultura: a força da comunidade, rede de apoio e o elo maternal com a Terra (Foto: Freepik)
Mulheres na Agricultura: a força da comunidade, rede de apoio e o elo maternal com a Terra (Foto: Freepik)

Lorena Mangabeira: Consultora em Equilíbrio, Bem-Estar e Cultura da Confiança especializada no Agronegócio

 

Em um mundo agrícola moldado por desafios e conquistas, as mulheres emergem não apenas como protagonistas, mas como arquitetas de uma mudança fundamental. Neste Dia Internacional da Mulher, celebramos a conexão única entre as mulheres e o agronegócio, explorando conceitos-chave que refletem não apenas suas contribuições individuais, mas a força de uma comunidade unida.

Comum Unidade: A Teia Invisível que Nos Liga

No coração da vida agrícola, surge a ideia de “comum unidade”. Mulheres do agro compartilham uma jornada comum, enfrentando desafios diários e celebrando triunfos coletivos. A sinergia entre elas é uma teia invisível que une diferentes experiências, habilidades e perspectivas. Essa comum unidade é a base sobre a qual se constrói uma comunidade agrícola resiliente e próspera. 

A participação em grupos de mulheres, como o Projeto Flores do Café e do Bem-Estar UFV-CRP, o Mulheres que Inspiram Carpec, Elas no Café, entre outros são exemplos de comum unidades que se formam.

Construção de Rede de Apoio: Sementes de Autoconfiança e Empoderamento

A construção de redes de apoio é como plantar sementes de empoderamento no solo fértil da agricultura. Mulheres na agricultura colaboram para compartilhar conhecimentos, superar desafios e fortalecer umas às outras. Essa rede de apoio não apenas impulsiona o desenvolvimento individual, mas também cria raízes profundas que nutrem toda a comunidade agrícola. 

Não Competição, Mas Colaboração: Cultivando a Solidariedade

Em um campo muitas vezes marcado pela competição, as mulheres na agricultura se destacam ao adotar uma abordagem de não competição. A solidariedade substitui a rivalidade, permitindo que cada mulher floresça em seu próprio caminho. Essa colaboração fortalece a coletividade e promove um ambiente mais inclusivo e equitativo.

Mulheres e a Terra: Uma Relação Simbiótica

Assim como a Terra sustenta as colheitas, as mulheres na agricultura desempenham papéis essenciais na produção de alimentos e na preservação do meio ambiente. A conexão simbiótica entre as mulheres e a Terra destaca a responsabilidade compartilhada de cuidar e proteger nosso ambiente agrícola para as gerações futuras.

O Relatório da Embrapa: Um Espelho da Realidade

O relatório da Embrapa de novembro de 2023, intitulado “Mulheres na Cultura do Café”, ressalta que “as mulheres compartilham a realização de diversas atividades e papéis comuns ao longo do dia, afetando a credibilidade, o rendimento financeiro e o acesso aos processos decisórios”. Essa observação reforça a necessidade urgente de reconhecer e valorizar as contribuições das mulheres na agricultura e a importância de entender os múltiplos papéis que são realizados por ela.

Olhar Ampliado para a Tomada de Decisão: A Sabedoria Maternal

Recentemente, ouvi a Lucimar Silva falando sobre a Sabedoria Maternal, ela cita este olhar ampliado que a relação materna tem para a tomada de decisões na agricultura, essa é uma característica única de nós mulheres. A empatia, o cuidado e a visão a longo prazo inerentes à maternidade inspiram abordagens sustentáveis e equilibradas na gestão agrícola.

Em conclusão, neste Dia Internacional da Mulher, celebramos não apenas as realizações individuais das mulheres na agricultura, mas a força da “comum unidade”, a construção de redes de apoio, a colaboração, a conexão com a Terra e a sabedoria materna que moldam um futuro mais promissor para o agronegócio. Que essas mulheres continuem a ser catalisadoras de mudanças, promovendo um ambiente agrícola mais justo, sustentável e igualitário.