Podcast YouTube
Podcast Spotfy
Slide
Slide

UFLA é referência em modernização da produção de leite em Minas Gerais

Marina Camargo e Marcos Pereira, professores do Cepe Leite (Crédito: FZMV/UFLA)
Marina Camargo e Marcos Pereira, professores do Cepe Leite (Crédito: FZMV/UFLA)

A Universidade Federal de Lavras (UFLA) se destaca como referência em modernização da produção de leite em Minas Gerais, com a implementação de um sistema de ordenha robotizada único no Estado. A iniciativa pioneira entre os mineiros integra o Centro de Ensino, Pesquisa e Extensão em Bovinocultura Leiteira (Cepe/Leite), localizado na Fazenda Palmital, em Ijaci.

O sistema robotizado, adquirido por meio da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), representa um marco para a tecnificação da pecuária leiteira de Minas Gerais. A tecnologia garante maior eficiência e qualidade na ordenha, além de proporcionar melhores condições de trabalho e bem-estar animal.

A ordenha robotizada representa maior eficiência. O sistema otimiza o tempo de ordenha, permitindo que um único robô atenda até 60 vacas por dia. Garante, ainda, melhor qualidade do leite, com maior higiene e redução do risco de contaminação do leite. Em relação ao bem-estar animal, o sistema proporciona um ambiente mais tranquilo para as vacas, reduzindo o estresse e aumentando a produtividade. Para quem trabalha na ordenha, traz melhores condições de trabalho, pois diminui o esforço físico dos trabalhadores e permite um melhor acompanhamento da saúde das vacas.

A UFLA investe continuamente em pesquisa e desenvolvimento de tecnologias para a modernização da produção leiteira. O Cepe/Leite é um exemplo dessa iniciativa, reunindo infraestrutura moderna, equipe qualificada e parcerias com o setor privado para promover a inovação no campo.

Para Marina de Arruda Camargo Danes, professora da Faculdade de Zootecnia e Medicina Veterinária da UFLA e coordenadora da Fazenda Palmital, o ganho de qualidade é imenso. “Pensando na bovinocultura moderna, esse novo Free Stall vai trabalhar com um sistema de muita automação de coleta de dados, usando a internet das coisas para integrar esses dados e ajudar a desenvolver ferramentas de tomadas de decisão. Aqui vai ser possível fazer pesquisas em diversas áreas do conhecimento e treinar e capacitar os estudantes de graduação e pós-graduação, funcionários e promover dias de campo, uma vez que o sistema de ordenha robotizada está crescendo no Brasil e nós somos a primeira instituição pública a ter um sistema desses no País”.

O também professor da FZMV/UFLA, Marcos Neves Pereira, coloca a iniciativa em posição de destaque no Brasil. “Nosso antigo curral foi construído nas normas de 40 anos atrás, o que, para a época, também foi uma inovação. Atualmente, o Free Stall que temos é totalmente automatizado, permitindo a individualização dos animais para mensuração do consumo de água e de trato. Todas as vacas são identificadas por chip, sabemos quanto cada uma delas come, quanto tomam de água, quantos litros de leite produzem. Recebemos esses dados ao longo do dia e isso contribui e muito com as pesquisas em diferentes temáticas, como nutrição do gado, economia, instalações, ordenha robótica, entre outros”.

A implementação da ordenha robotizada na UFLA contribui para a difusão de tecnologias inovadoras na pecuária leiteira mineira. A iniciativa serve como modelo para outros produtores que buscam aumentar a eficiência, a qualidade e a sustentabilidade da produção.

A UFLA vem se consolidando como um importante agente de transformação do setor leiteiro em Minas Gerais, impulsionando a modernização da produção e a competitividade do estado no mercado nacional e internacional.