Podcast YouTube
Podcast Spotfy
Slide
Slide

Saldo positivo na balança comercial: US$ 2 bilhões na 4ª semana de março

Agropecuária apresentou queda de quase 10%. Superávit é positivo para a economia brasileira (Crédito: Claudenil Moraes/Pixabay)
Agropecuária apresentou queda de quase 10%. Superávit é positivo para a economia brasileira (Crédito: Claudenil Moraes/Pixabay)

Agropecuária apresentou queda de quase 10%. Superávit é positivo para a economia brasileira

A balança comercial brasileira registrou superávit de US$ 2,075 bilhões na quarta semana de março de 2024. A informação é da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC). O resultado é fruto de exportações no valor de US$ 6,589 bilhões e importações de US$ 4,514 bilhões.
A agropecuária teve queda de US$ 38,92 milhões (-9,9%) nas exportações, na comparação com a média diária do mesmo período do ano anterior. A indústria extrativa também apresentou queda de US$ 64,19 milhões (-17,5%) nas exportações. A indústria de transformação cresceu US$ 44,82 milhões (6,8%) nas exportações.

No acumulado do mês, as exportações somaram US$ 21,92 bilhões. As importações alcançaram US$ 16,372 bilhões. O saldo positivo é de US$ 5,548 bilhões. A chamada corrente de comércio é US$ 38,292 bilhões.

Os principais produtos exportados foram:

  • Soja em grão: US$ 4,44 bilhões
  • Carne bovina: US$ 1,03 bilhão
  • Óleo de soja: US$ 748,4 milhões
  • Celulose: US$ 692,3 milhões
  • Minério de ferro: US$ 645,5 milhões

Já os principais produtos importados foram:

  • Combustíveis minerais e óleos: US$ 2,34 bilhões.
  • Bens de capital: US$ 1,84 bilhão
  • Produtos químicos: US$ 1,08 bilhão
  • Veículos automotores: US$ 583,6 milhões
  • Eletrônicos e eletrodomésticos: US$ 547,9 milhões

 

Analistas indicam que o superávit na balança comercial é positivo para a economia brasileira, pois indica que o país está exportando mais do que importando. Isso contribui para a entrada de divisas no país, o que pode ajudar a fortalecer a moeda brasileira e a reduzir a inflação.

A Secex prevê que a balança comercial brasileira terá superávit de US$ 50 bilhões em 2024.