Podcast YouTube
Podcast Spotfy
Slide
Slide

Pagamento por Serviços Ambientais: incentivo à sustentabilidade

Crédito: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Crédito: Marcelo Camargo/Agência Brasil

PSA recompensa proprietários rurais por ações de conservação. Foco está em práticas sustentáveis com compensações financeiras

O Instituto Estadual de Florestas (IEF) de Minas Gerais promove o Programa de Pagamento por Serviços Ambientais (PSA), que visa recompensar proprietários rurais por ações de conservação ambiental. Este programa incentiva a preservação de nascentes, matas ciliares e recuperação de áreas degradadas através de compensações financeiras. Em outros estados brasileiros existem programas similares.

Milena Caramori, Analista de Sustentabilidade do 100PORCENTOAGRO, destacou a importância do PSA em sua coluna mais recente em nosso canal no Spotify, ressaltando os benefícios econômicos e ecológicos que proporciona tanto aos participantes quanto à sociedade como um todo.

A proposta do PSA é valorizar os serviços ecossistêmicos e promover a sustentabilidade nas atividades rurais. Proprietários interessados podem se inscrever no programa e, após avaliação, recebem pagamentos proporcionais aos serviços ambientais prestados. Esses pagamentos incentivam a manutenção de áreas conservadas e a adoção de práticas sustentáveis, contribuindo para a preservação da biodiversidade e melhoria da qualidade ambiental.

O programa também promove a conscientização ambiental entre os produtores rurais, destacando a importância da preservação dos recursos naturais. Ao valorizar economicamente essas práticas, o IEF busca criar um ciclo virtuoso de conservação e desenvolvimento sustentável no meio rural.

Em outros estados

  • Programas similares ao Pagamento por Serviços Ambientais (PSA) do Instituto Estadual de Florestas (IEF) de Minas Gerais existem em outros estados do Brasil.
  • Em São Paulo, por exemplo, o Programa Estadual de Pagamento por Serviços Ambientais incentiva a conservação de áreas florestais e a recuperação de matas ciliares.
  • No Rio de Janeiro, o Programa Produtores de Água e Floresta recompensa produtores rurais pela preservação de recursos hídricos e cobertura florestal.
  • No Espírito Santo, o Programa Reflorestar promove a restauração de florestas nativas e a manutenção de ecossistemas.

Em todos os casos, os programas visam a conservação ambiental e a promoção de práticas sustentáveis, oferecendo incentivos financeiros a proprietários rurais comprometidos com a preservação de recursos naturais.