Podcast YouTube
Podcast Spotfy
Slide
Slide

Fenacampo 2023: Alto Paranaíba terá centro de referência em HF

Abertura da Fenacampo, nesta quarta (30, em São Gotardo (Foto: 100PORCENTOAGRO)
Abertura da Fenacampo, nesta quarta (30, em São Gotardo (Foto: 100PORCENTOAGRO)

 

O anúncio foi feito pelo presidente da FAEMG na abertura da Feira de Agronegócios do Alto Paranaíba. O secretário de Estado da Agricultura, Pecuária e Abastecimento também participou do evento

 

Um centro de referência na formação de mão de obra para o agronegócio do Alto Paranaíba será instalado em São Gotardo. O anúncio foi feito durante a abertura da 10a Fenacampo, a maior feira regional de agronegócios. Ela começou nesta quarta-feira (30) e vai até sexta (1), no Parque de Exposições de São Gotardo, com mais de 120 expositores e perspectivas de superar R$ 350 milhões em negócios nos três dias. O público deve ultrapassar 7 mil visitantes.

O anúncio foi feito pelo presidente do Sistema Faemg-Senar, Antônio Pitangui de Salvo, diante de um grande público e na presença de diversas autoridades, durante a cerimônia de abertura do evento. O centro de referência em HF já foi tema de matéria aqui no 100PORCENTOAGRO e seguirá os mesmos moldes do centro de referência em cafeicultura instalado em Varginha, no Sul de Minas.

Veja entrevista exclusiva sobre o tema

Veja a programação da Fenacampo

Além de Antônio de Salvo, falaram na abertura da Fenacampo a prefeita de São Gotardo, Denise Abadia Oliveira; o secretário de Estado da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Thales Fernandes; e o presidente do Sindicato Rural de São Gotardo, Rodolfo Molinari.

Em sua fala, Denise Oliveira traçou um panorama do crescimento do agronegócio na região desde a criação do Programa de Assentamento Dirigido do Alto Paranaíba (Padap), há 50 anos, até os dias atuais, fruto do sonho e do trabalho concebido e conduzido por Alysson Paolinelli. A prefeita valorizou o arrojo dos descendentes de japoneses que vieram para a região somado ao trabalho dos moradores de São Gotardo. A prefeitura também citou a presença feminina como diferencial de São Gotardo.

Por sua vez, o secretário Thales Fernandes enalteceu a capacidade da região na geração de negócios, o envolvimento do Estado com os interesses do agro regional e também associou o sucesso da região ao legado construído por Alysson Paolinelli. O pai da agricultura tropical faleceu em junho. O presidente do Sindicato Rural, Rodolfo Molinari, agradeceu pelo trabalho das diretorias anteriores e da equipe atual e destacou os números superlativos da Fenacampo e do agro regional.

Não há país em paz se o povo tem fome

Não existe paz se o povo estiver com fome. Foi o que disse Antônio Pitangui de Salvo em seu discurso na abertura da Fenacampo para lembrar o valor do agronegócio mineiro e brasileiro na segurança alimentar.

O presidente da FAEMG disse que o mundo reconhece o valor do agro brasileiro e que o produtor rural também deve sentir orgulho do que faz. “A economia depende muito do produtor rural”, disse, ao defender políticas públicas mais eficazes em relação à agricultura irrigada, que é capaz de fazer aumentar a produtividade preservando as nascentes e promovendo o uso sustentável dos recursos hídricos. “A produção brasileira de grãos saltou para 315 milhões de toneladas de 2014 para cá sem agredir o meio ambiente”, lembrou o presidente da FAEMG.