Podcast YouTube
Podcast Spotfy
Slide
Slide

Produtor do Sul do estado conquista Certifica Minas

Plantacão de Tomates no Sul de Minas
Planto de tomates certificados no Sul de Minas (Laercio Paula da Mata Junior/Arquivo Pessoal)

Programa do Governo de Minas é  política pública que assegura qualidade e sustentabilidade dos sistemas de produção, proporcionando mais competitividade aos agricultores

COM AGÊNCIA MINAS

O engenheiro agrônomo Laércio Paula da Mata Junior, gerente técnico da Terrua Grapes, está comemorando uma conquista recente que vai expandir seus negócios. A propriedade gerenciada por Laércio, produtora de tomates localizada em Caldas, no Sul de Minas, é a primeira no estado a conquistar o selo Certifica Minas Hortaliças. Concedido pelo Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), o selo é coordenado pela Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa).

O agrônomo Laércio Junior estudou as exigências do mercado consumidor, e considerou a importância da rastreabilidade, manejo correto e produção sustentável. “Trabalhamos no mercado de hortaliças há mais de 10 anos e, estudando as exigências das redes varejistas, perfil do consumidor final e os principais tipos de certificação, optamos pelo Certifica Minas por apresentar grande confiabilidade. O produto sustentável é a tendência do futuro”, sinaliza.

A certificação de produtos agropecuários e agroindustriais assegura qualidade e sustentabilidade dos sistemas de produção, proporcionando mais competitividade aos agricultores.  “A certificação é extremamente importante porque a partir do momento que conquistamos o selo, temos a certeza de que o produto é de qualidade, pois seguimos critérios obrigatórios como respeito ao meio ambiente e uso correto de defensivos nas lavouras. E a chancela ainda leva uma imagem segura para o consumidor de que aquele produto não oferece risco à saúde”, garante.

Atualmente, a propriedade produz 6 mil quilos de tomates do tipo grape por mês. Comercializa os itens em uma rede próxima de supermercados em Poços de Caldas, Sul de Minas, e também para o mercado paulista, vendendo para um distribuidor no Ceasa de Ribeirão Preto (SP), e um estabelecimento de Campinas (SP).

O Coordenador Regional do IMA em Poços de Caldas, Wladimir Ferreira Fadini, acrescenta que as auditorias do IMA exercem papel muito importante, pois verificam todos os critérios e exigências necessárias para que a produção possa ser certificada e o consumidor adquira um produto com a qualidade garantida pelo processo.

“Houve mudança de hábitos de todos os envolvidos no processo de produção. Passamos a exercer funções com a consciência de estar oferecendo ao consumidor produtos de qualidade. Hoje, a sustentabilidade é a palavra-chave do agronegócio. A cada dia nossos profissionais e produtores estão mais conscientes e exercendo seus papeis no processo de produção sustentável. E, nós, como órgão público, temos a responsabilidade de incentivar o processo de certificação dentro das políticas públicas do estado, de forma responsável e inovadora para oferecer produtos de qualidade, fortalecendo ainda mais o agronegócio mineiro”, argumenta.

Desenvolvimento sustentável

Mais do que boas práticas agrícolas, o Certifica Minas promove o desenvolvimento sustentável nas propriedades, ou seja, as técnicas utilizadas respeitam condições de conservação de solo, ar e água, além da parte social em respeito aos trabalhadores. O programa é um marco da política pública e as auditorias do IMA são absolutamente gratuitas para os agricultores familiares.

Daniela Lazzarini, coordenadora da Certificação de Hortaliças do IMA, destaca as vantagens do selo. “A certificação de um produto é um processo que requer passar por diversas etapas. Este selo de conformidade atesta a origem, qualidade e boas práticas de produção além de impulsionar a melhoria da gestão da propriedade, incluindo itens de conformidade social e ambiental. Com isso, o produto certificado traz consigo um diferencial no mercado”, explica.

Rogério Fernandes, gerente de Certificação do IMA, destaca o papel dos auditores  Heitor Schiavon e Renato Junqueira que verificaram in loco a conformidade do processo produtivo com os requisitos de certificação. “A atuação dos auditores na busca por evidências objetivas da conformidade do processo produtivo foram fundamentais para dar à sociedade o grau mais adequado de confiança na qualidade, rastreabilidade e responsabilidade socioambiental da propriedade”, reconhece.

Cartilha

O produtor de hortaliças interessado em obter a certificação pode conferir um passo a passo com linguagem leve e simples, baixando cartilha educativa gratuita.  Além dos produtores de hortaliças, a certificação do Programa Certifica Minas também pode ser obtida para outros produtos: algodão, cachaça, produtos orgânicos, frutas, azeite, queijos artesanais, carne bovina, leite, frango caipira, ovo caipira e mel.

Programa Certifica Minas

O interessado deve possuir inscrição estadual em Minas Gerais, requerer ao IMA a certificação, assinar o contrato e receber auditorias nos empreendimentos inscritos no Certifica Minas, além do pagamento das taxas de certificação, quando aplicáveis.

O certificado tem a validade de um ano, podendo ser revalidado, de acordo com o interesse do produtor, após novas auditorias do IMA, o órgão certificador oficial do estado.

Todo o processo de certificação é isento de qualquer custo aos produtores da agricultura familiar.