Podcast YouTube
Podcast Spotfy
Slide
Slide

Produção cresce 1000% com irrigação por gotejamento

Sistema utilizado é o de gotejamento (Foto: Embrapa)
Sistema utilizado é o de gotejamento (Foto: Embrapa)

Produtor de café arábica alcançou o sucesso graças ao uso de técnicas avançadas de irrigação e fertilização. O sistema é por gotejamento com práticas de fertirrigação. Sua produção  é de alta qualidade, um exemplo de como a tecnologia pode ser usada para melhorar o café. A produção de Taramelli é referência para outros produtores

 

Rafael Taramelli, produtor de café arábica e especialista em cafés especiais, colhe os frutos do sucesso graças ao uso do sistema de irrigação por gotejamento e à aplicação das melhores práticas de fertirrigação. Na Fazenda São José, localizada na região vulcânica do Vale da Grama, em São Sebastião da Grama (SP), sua produção de café foi transformada, garantindo uma alta qualidade dos grãos.

A história da Fazenda São José remonta a 1945, quando os avós de Rafael, vindos da Itália, adquiriram um pequeno sítio com apenas 29 hectares. Ao longo das décadas, seus avós e seu pai, Antônio Gabriel Taramelli, trabalharam incansavelmente para aprimorar a qualidade dos cafés e expandir suas operações. Hoje, Rafael e sua família fazem parte do Grupo São Caetano, e a Fazenda São José é dedicada exclusivamente à produção de cafés especiais.

“O processo de irrigação trouxe muitos benefícios para nossa produção. Nós transformamos uma lavoura de 7 sacas por hectare em 80 sacas por hectare. Tanto a produção quanto a qualidade sofreram uma mudança evidente”, afirmou Rafael Taramelli. Ele ressaltou que, quando se trata de cafés especiais, as notas do café influenciam muito na percepção sensorial e que quanto maior a nota, mais difícil é obter bons resultados. “A união de diversos fatores gera uma excelente bebida na xícara, e o processo de irrigação na fazenda foi altamente eficiente, trazendo rapidamente muito sabor para a xícara, com enchimento de grãos e características cítricas na bebida. Foi um projeto excepcional que deu muito certo aqui na fazenda”, explicou Taramelli.

José Ailton Ferreira, gerente das fazendas dos Taramelli, destaca a importância da tecnologia em um momento crucial: “Quando iniciamos o plantio na Fazenda São José, enfrentamos um problema sério devido à falta de chuva. Houve um momento em que o Gabriel mencionou que talvez fosse melhor abandonar a propriedade e transformá-la em pasto. Eu até concordei com ele, mas acreditava que ainda não era hora de desistir e procurar ajuda”.

Esse é um exemplo inspirador de como a adoção de tecnologias avançadas e as melhores práticas de manejo podem impulsionar o sucesso e a sustentabilidade na produção de café. Uma prova de que a combinação de conhecimento tradicional com inovação pode levar a resultados notáveis, beneficiando tanto os produtores quanto os apreciadores de cafés especiais de alta qualidade.